Textos




Exultante de alegria
Desvaira-se a primavera!

O sol loirinho e travesso
Brinca nas águas do Tejo

É afogueado o céu
Onde se aninha Lisboa

Vem comigo, diz a brisa!

Abarco o esteiro qual vela
Rasando a espuma marinha,

Com a saudade estendida
Na beirinha da janela!

Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 21/03/2007
Alterado em 21/03/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr