Textos


Cravos de Portugal

é preciso outro dia de Abril
ou de outro mês qualquer
para que o cravo vermelho
bem vivo neste meu peito
floresça bandeira-esperança
nos olhos desalentados
vendo pétalas esmagadas
juncando o chão ressequido
vamos expulsar os ladrões
fazer novas eleições
trabalhar e ser expedito

meu jardim à beira-mar
novos cravos há-de dar!


Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 25/04/2011
Alterado em 06/04/2013


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr