Textos


Portas da Alma

Largou mão das frestas / quis a claridade intensa
Deu lugar aos vidros das janelas / mas de tanta luz surdiram chispas
As lágrimas da chuva… / enlaçam-se hoje às minhas!



Maria Thereza Neves & Maria Petronilho



20/08/2010
(Direitos Reservados
)
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 20/08/2010


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr