Áudios





As armas ferem e matam
Da ferida o sangue escorre e pinga
e afoga as pombas brancas
que eram o escudo da gente
contra as lanças e os fuzis
E o sangue
que era da cor do amor
fica negra
crosta
de luto.

Enviado por Maria Petronilho em 24/08/2006




Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr