Áudios







Dá-me o arco de um abraço,

o encontro do teu coração!

Dá-me o brilho dos teus olhos

acesos. Não mais solidão!

Dá-me uma trova de esperança,

onde a minha alma delida

se renove em melodia…



Dá-me o vento das alturas,

o sol puro das manhãs!

E frescas, orvalhadas ervas

que extingam passadas vãs!



14/05/2007

Enviado por Maria Petronilho em 14/05/2007




Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr