Áudios






A voz do amor solta se ergue
o meu sonho te procura e segue
certo no tempo incerto
incessantemente ao teu encontro


volta vazio do teu olhar
saudoso do teu sorriso
do teu cheiro no meu cabelo solto
derramado no teu peito
Ah, como é inevitável seguir este fio!
como todos os caminhos da ternura
vão do meu para o teu coração!


nos meus ouvidos enlevados repete-se a tua voz
mas todos os meus poros anseiam pelos teus dedos
e a minha boca perdeu o dom de sorrir,
pela tua inquieta...
Enviado por Maria Petronilho em 03/04/2008




Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr