Textos


Revelação



a alma me revela
comanda os meus trilhos
na transcendência
duma espécie de brisa
que me incita
além da consciência
sou cada letra pintada
sem ser dona dela
sou sol rodando
lua vadia
estrela longínqua
respingo de água
emoção completa
choro a folha caída
na primavera

eu tão só grão de areia
rolando no universo
de antes de existir o tempo
em regresso
ao vórtice de luz
que me espera
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 28/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr