Textos



não sei por que
a alegria se esconde
às vezes
dos meus olhos
se percorri
tantos caminhos
pejados de espinhos
mantendo intactos
meu ser
meu sorriso
meu carinho
meu modo de ver
libertando-me
aos poucos
da tendência para sofrer
desapegando-me
de coisas fúteis
aceitando reveses
ignorando pareceres
porque se esconde
de mim a alegria
às vezes?

 
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 13/06/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr