Textos






Gente, ruído, sorrisos
Rostos passando,
Vidas pulsando

E eu tão só!

Expectativa
Resta da quadra festiva
Isolada e vazia

Eu sozinha…

Brilha o sol
E se é fria a sua luz
Mais frio ainda se sente

O meu ser por entre a gente

Perpassa, é transparente
Olha mas ninguém entende
Nem deseja sequer ver
A funda sede de amor

Vagueio tal andarilho
Numa selva de egoísmo.
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 26/12/2006
Alterado em 10/07/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr