Textos




Ah, se eu pudesse

tranformar-me em borboleta

que secreta te seguisse,

escondida viajassse

na aba da tua sombra!



A frescura do teu dia,

centelha na noite escura!



No teu sorriso brilhasse!



Soubesse a mel a lembrança

que meu sabor te deixasse

e breve ausência bastasse

pr'a sonhar reencontrá-la!

Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 14/11/2006
Alterado em 14/11/2006
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Áudios Relacionados:
Doce Memória - Maria Petronilho


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr