Textos








Entrega-te de alma inteira!

Desenha no azul a quimera

E não deixes que trovoada

A sufoque ou destrua!



Segue o vento na voz do pensamento!

Segue o mar no brilho do alvor!



Porque sonhar é viver

E não sonhar… é deixar a vida escoar

Sem razões e sem prazer!





Lisboa, 16/10/2006
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 16/10/2006
Alterado em 16/10/2006
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr