Áudios

Noite Clara
Data: 14/05/2007
Créditos:
Poema e voz - Maria Petronilho
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.







A noite segue bordada

Cingindo a alma despida

Contudo alheia

Aos sorrisos de néon

Às estrelas decadentes

Que brilham vorazes



Tantos fogos de artifício!



Solitariamente

Caminham de mão dada

A alma e a noite sonhada

Em que a tua presença

Quente e terna venha

Renovar o brilho da vida

Na fímbria clara e rosada

De genuína alvorada





20/4/2006







NOCHE CLARA

La noche sigue bordada
Ciñiendo al alma desnuda
Pero ajena
A las sonrisas de neón
A las estrellas decadentes
Que voraces brillan.

¡Tantos fuegos de artificio!

Solitariamente
Van tomadas de la mano
El alma y la noche soñada
En que tu presencia
Tibia y tierna vendrá
A renovar el brillo de la vida
En el borde claro y rosado
De la genuina alborada.


(trad.ALBERTO PEYRANO)
Enviado por Maria Petronilho em 05/06/2006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr