Áudios

Soltem-me da prisão das saudades!
Data: 16/02/2009
Créditos:
Poema e voz - Maria Petronilho
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.





Soltem-me da prisão das saudades!
uma a uma retirem as grades!
A minha alma demanda notícias contantes
das vossas, tão próximas e queridas...
Sacralize-se a amizade: nunca sejam apartados
aqueles que sonham os mesmos sonhos,
se lançam nos mesmos voos
e tecem grinaldas de afectos!

* * *

 
Livrem-me desta prisão!
Não quero mais sentir saudades
daquele que habita meu coração!
Arranquem as grades,
diminuam distâncias,
entrelacem nossos sonhos de amor...
Quero ter felicidade
aqui, agora, na eternidade...
Soltem-me desta prisão!
 
Ilze Soares
Enviado por Maria Petronilho em 03/02/2008

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários


Imagem de cabeçalho: inoc/flickr